(in)delicadeza de amar.

Páginas

sexta-feira, 11 de março de 2011



Não quero uma vida pequena, um amor pequeno, uma alegria que caiba dentro da bolsa. Eu quero mais que isso. Quero o que não vejo. Quero o que não entendo. Quero muito e quero sem fim .