(in)delicadeza de amar.: 01/01/12 - 01/02/12

Páginas

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

314346_139592852803548_123949401034560_195972_1894853673_n_large


Nunca soube o que fazer com os espaços que ficam depois que alguém vai embora uma dúvida insiste e de tanto, o meu tentar desiste de trocar a ausência por qualquer coisa que fira menos: nada para repor nada para suprir nada que realmente comportasse o encanto de algo que ficou para trás.

 Cah Morandi

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012





Para continuar vivendo, preciso da parte de mim que não está em mim, mas guardada em você que eu não conheço.  


  Caio Fernando Abreu

sábado, 21 de janeiro de 2012

Elephant Gun ♪



Beirut


Agora, eu sei: do amor me interessa apenas o não-saber, deixar o corpo fora da mente, em descomando absoluto. Mulher apenas na aparência. Debaixo do gesto: bicho, fera, lava.


Mia Couto
5650_a71c_large


Estar sozinho é ter uma risada nervosa, de quem segura um grito e um choro enquanto ri. Um riso falso para se convencer de que é possível ficar sozinho sem ficar deprimido.   


Tati Bernardi
Tumblr_ljgddy5vfk1qb2dj2o1_500_large_large


Tá faltando mulher que se dê valor. Que cubra os peitos e mostre o coração. Que exercite o cérebro ao invés da bunda. Que saia a noite pra se divertir e não pra caçar. Que se respeite. Que se ame. Tá faltando mulher que mereça que seu garoto vire um homem.  


Tati Bernardi
Tumblr_lxxj6rkksm1qdiwwyo1_500_large


Prefiro um bom sapato a um homem mais ou menos. Pelo menos o sapato aumenta minha auto-confiança, e eu sei exatamente onde irá me machucar.  


Tati Bernardi
Tumblr_ln3l4tnuec1qewg1jo1_500_large

‎- Descobri! Descobri!
- O quê?
- O que eu quero de um homem. Eu finalmente descobri.
- Amar?
- Hmmmm, eu já dedico isso inteiramente a mim e estou longe de me dar o suficiente.
- Então eu não sei.
- Eu quero tratar mal. Eu quero tratar mal. Eu quero tratar mal. Eu quero tratar mal.
- Esse é o problema das mulheres.
- Querer tratar vocês mal?
- É, só querer. A gente vai lá, e trata. Fim da obsessão.

Tati Bernardi

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Tumblr_lxya9swrug1qm6gfno1_500_large

..Mas finjo de adulto, digo coisas falsamente sábias, faço caras sérias, responsáveis. Engano, mistifico. Disfarço esta sede de ti, meu amor que nunca veio - viria? virá? - e minto não, já não preciso.

Caio Fernando Abreu
Tumblr_lxz6glsdyk1r2w5hao1_500_large


O teu amor é uma mentira, que a minha vaidade quer. [...] O nosso amor a gente inventa, pra se distrair, e quando acaba a gente pensa, que ele nunca existiu.


Cazuza

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Tumblr_lwz4lts2xp1r5e1oso1_500_large

Sou como aquela gaveta do armário onde se joga tudo o que não tem lugar certo ou não se quer pensar no momento, a bagunça que se ignora e deixa pra depois, o que é complicado de pôr em ordem, então apenas se convive e acha que deve arrumar um dia. De tempos em tempos alguém insiste em jogar tudo fora sem autorização, mas nem dá tempo de sentir falta do que não se prestou devida atenção quando aconteceu. Vida nova, gaveta vazia, seguir em frente. 

Verônica H.
Tumblr_ltlf7tlsg51r0dcomo1_500_large_large


Cada fase de mim é como perder o chip do celular e ter que refazer toda a agenda telefônica, aproveitando pra deixar alguns números de fora que você já sabia que nunca ia ligar mas não tinha coragem de apagar. É como reformatar o computador antes de fazer backup e deixar pra trás as fotos do ex que insistia em manter entre documentos e textos. É andar dois passos, voltar meio, sofrer um pouquinho por ser apegada ao antigo e ao mesmo tempo desesperada pelo novo.


Verônica H.

sábado, 14 de janeiro de 2012

Tumblr_lxshvy8u291qjuevro1_500_large

Homens bons são como café... fortes, quentes e te mantém acordada a noite toda.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012





A vida é curta demais pra eu tentar agradar cada idiota que pensa que sabe como eu deveria agir.



1325816164677_f_large


Aprende, mulher: Quando um cara te quer de verdade, ele vai até o inferno atrás de você e te tira dos braços do capeta se for necessário (e não reclama)!

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Tumblr_lx8mwtzlj01qk8jzuo1_500_large


Só fico se eu puder ter a suíte presidencial do seu coração. Enquanto você quiser me dar o quartinho da empregada eu tô fora. 


Tati Bernardi

domingo, 8 de janeiro de 2012







Com o tempo a gente aprende que atenção, carinho e blush tem que ser na medida certa. Se não, a gente acaba de palhaça.





Tumblr_lx8t1qvnyp1qfuaajo1_500_large


Na vida e no amor, não temos garantias. Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear. E nem todo sexo bom é para descartar, ou se apaixonar, ou se culpar...Enfim, quem disse que ser adulto é fácil?”

Arnaldo Jabor

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Coração vagabundo ♪

               


Ana Cañas

Ele nem sabe...

Tumblr_lpqwafmuvx1qm1ytio1_500_large


Ele não sabe mais nada sobre mim. Não sabe que o aperto no meu peito diminuiu, que meu cabelo cresceu, que os meus olhos estão menos melancólicos, mas que tenho estado quieta, calada, concentrada numa vida prática e sem aquela necessidade toda de ser amada. Ele não sabe quantos livros pude ler em algumas semanas. Não sabe quais são meus novos assuntos nem os filmes favoritos. Ele não sabe que a cada dia eu penso menos nele, mas que conservo alguma curiosidade em saber se o seu coração está mais tranqüilo, se seu cabelo mudou, se o seu olhar continua inquieto. Ele nem imagina quanta coisa pude planejar durante esses dias todos e como me isolei pra tentar organizar todos os meus projetos. Ele não sabe quantos amigos desapareceram desde que me desvencilhei da minha vida social intensa. Que tenho sentido mais sono e ainda assim, dormido pouco. Que tenho escrito mais no meu caderno de sonhos. Que aqui faz tanto frio, ele não sabe por mim. Ele não sabe que eu nunca mais me atentei pra saudade. Que simplesmente deixei de pensar em tudo que me parecia instável. Que aprendi a não sobrecarregar meu coração, este órgão tão nobre. Ele não sabe que eu entendi que se eu resolver a minha dor, ainda assim, poderei criar através da dor alheia sem precisar sofrer junto pra conceber um poema de cura. Hoje foi um dia em que percebi quanta coisa em mim mudou e ele não sabe sobre nada disso. Ele não sabe que tenho estado tão só sem a devastadora sensação de me sentir sozinha. Ele não sabe que desde que não compartilhamos mais nada sobre nós, eu tive que me tornar minha melhor companhia: ele nem imagina que foi ele quem me ensinou esta alegria.


Marla de Queiroz



Mais vale uma renúncia dolorosa, que permanecer onde seu coração está morrendo de inanição. A concessão sem limites, não é amor, é desespero. E tentar segurar com força alguém que dá indícios de que está indo embora, é a forma mais humilhante de fazer com que ela alargue os próprios passos para longe. Ninguém pode restituir um amor que já foi embora_ seria como tentar levar um punhado de água do mar para outra cidade na concha das mãos. A gente se apaixona pelo amor que o outro tem por ele mesmo, depois pelo amor que descobrimos por nós mesmos. Depois pelo encontro desses dois amores. Querer que o outro fique nunca impediu de que a porta fosse aberta e fechada logo depois, deixando apenas um rastro de perfume e um bocado de dor.


Marla de Queiroz


Tumblr_lwezkqdkzh1qa4pgdo1_500_large


E criei pra mim uma rotina de paz, e deixei de admirar muita gente e a apreciar outras. E vivi muita solidão, muita solitude, muito aconchego também.


Marla de Queiroz
Tumblr_lg7b5vdybm1qfz4vao1_500_large


Quando você vier haverá o encontro da sua busca com a minha espera. E o seu abraço será a moldura do meu corpo. E a minha boca o pretexto para o seu mais demorado beijo. E a gente vai brincar de se desmaterializar dentro da música, de desatar auroras, de escrever poemas de orvalho... E eu vou inventar uma madrugada eterna pra quando você tiver que ir embora no dia seguinte. E você vai inventar um domingo que vai durar pra sempre porque tenho preguiça das segundas-feiras. E a gente vai rir dessa maldade da demora do tempo pra fazer essa brincadeira de desencontro: quase nos deixou descrentes... A gente vai rir dessa maldade porque o nosso amor será a coisa mais bonitinha do mundo.


Marla de Queiroz
Tumblr_lxcgkqckzq1qfuaajo1_500_large


Parece que jamais serás a mesma e que nada mais terá sentido como antes, mas assim como é líquida essa tristeza, essas águas são dinâmicas e fluidas.Então deixa que as coisas se renovem, e que as perdas tenham mais de um sentido, que os vazios te ofereçam mais espaço, pra que a vida te compense com o impossível.E permita que a alegria se aproxime, e que traga mais calor para os teus dias, quando tudo nos parece um desolo, é possível ainda assim, ser poesia. Seja forte, siga em frente, respire fundo, e perceba a importância de se ter braços vazios, pra que se possa ter espaço em si para abraçar o mundo.


Marla de Queiroz

A voz do silencio .

Pior do que a voz que cala,
é um silêncio que fala.

Simples, rápido! E quanta força!

Imediatamente me veio à cabeça situações
em que o silêncio me disse verdades terríveis,
pois você sabe, o silêncio não é dado a amenidades.
Um telefone mudo. Um e-mail que não chega.
Um encontro onde nenhum dos dois abre a boca.

Silêncios que falam sobre desinteresse,
esquecimento, recusas.

Quantas coisas são ditas na quietude,
depois de uma discussão.
O perdão não vem, nem um beijo,
nem uma gargalhada
para acabar com o clima de tensão.

Só ele permanece imutável,
o silêncio, a ante-sala do fim.

É mil vezes preferível uma voz que diga coisas
que a gente não quer ouvir,
pois ao menos as palavras que são ditas
indicam uma tentativa de entendimento.

Cordas vocais em funcionamento
articulam argumentos,
expõem suas queixas, jogam limpo.
Já o silêncio arquiteta planos
que não são compartilhados.
Quando nada é dito, nada fica combinado.

Quantas vezes, numa discussão histérica,
ouvimos um dos dois gritar:
"Diz alguma coisa, mas não fica
aí parado me olhando!"

É o silêncio de um, mandando más notícias
para o desespero do outro.

É claro que há muitas situações
em que o silêncio é bem-vindo.
Para um cara que trabalha
com uma britadeira na rua,
o silêncio é um bálsamo.
Para a professora de uma creche,
o silêncio é um presente.
Para os seguranças de um show de rock,
o silêncio é um sonho.

Mesmo no amor,
quando a relação é sólida e madura,
o silêncio a dois não incomoda,
pois é o silêncio da paz.

O único silêncio que perturba,
é aquele que fala.

E fala alto.

É quando ninguém bate à nossa porta,
não há emails na caixa de entrada
não há recados na secretária eletrônica
e mesmo assim, você entende a mensagem.

Martha Medeiros
Tumblr_lxclqi2cnn1qipgj9o1_500_large


- Ô moço!
Você sabe estacionar?
... Porque no meu coração tem uma vaga!

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012




Eu sou apaixonado por você e não pelo amor que você sente por mim...





Porque pra amar de verdade, você tem que amar sem a certeza de ser amado...


terça-feira, 3 de janeiro de 2012

1324588016836_f_large


Chore tudo que você tiver que chorar. Lembre de tudo que você tiver que lembrar. Tire um dia só para falar dele. Embriague-se dele. Tenha uma overdose dele. Repita o nome dele dentro da sua cabeça mil e uma vezes. Pense nele antes de dormir, e refaça os seus diálogos. E então, no dia seguinte, acorde para uma vida nova. Deixe ele, e tudo do dia passado, alí, no passado. 


Tati Bernardi 
Tumblr_lx8e3bfvmu1qgs532o1_500_large


Que pensamento bobo esse meu. Mudar por você? Não, obrigada. Um dia esse meu errado, será o certo de alguém.  


Tati Bernardi





segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

394278_195965953825994_100002377717777_418144_1606216856_n_large

Alguém entra na sua vida, rouba seu tempo, destrói sua confiança, agride sua auto-estima, estilhaça o pouco que resta da sua esperança no amor. E sai ileso. Não adianta desperdiçar sofrimento por quem não merece. É como escrever poemas no papel higiênico e limpar o c* com os sentimentos mais nobres.

Cazuza

domingo, 1 de janeiro de 2012

Tumblr_lwl8jbwamz1qcjweco1_500_large


Somos ultrapassados por nossa pressa. Só percebemos o amor a tempo de lembrá-lo, só descobrimos que era a última chance depois de perdê-la, só aprendemos depois que os erros foram cometidos, que as oportunidades passaram, que os anos foram estampando nosso rosto. Beijaríamos mais doce se soubéssemos que aquele seria o último beijo, gravaríamos a expressão do riso, o som do riso, a leveza do riso, o porque do riso. Amaríamos mais quem nos importa do que nosso egoísmo. Amaríamos mais e apenas isto nos salvaria de uma vida comum.   


Cáh Morandi
Lá está ela, mais uma vez. Não sei, não vou saber, não dá pra entender como ela não se cansa disso. Sabe que tudo acontece como um jogo, se é de azar ou de sorte, não dá pra prever. Ou melhor, até se pode prever, mas ela dispensa. Acredito que essa moça, no fundo, gosta dessas coisas. De se apaixonar, de se jogar num rio onde ela não sabe se consegue nadar. Ela não desiste e leva bóias. E se ela se afogar, se recupera. Estranho é que ela já apanhou demais da vida. Essa moça tem relacionamentos estranhos, acho que ela está condicionada a ser uma pessoa substituta. E quem não é? A gente sempre acha que é especial na vida de alguém, mas o que te garante que você não está somente servindo pra tapar buracos, servindo de curativo pras feridas antigas? A moça.. ela muito amou, ama, amará, e muito se machuca também. Porque amar também é isso, não? Dar o seu melhor pra curar outra pessoa de todos os golpes, até que ela fique bem e te deixe pra trás, fraco e sangrando. Daí você espera por alguém que venha te curar. As vezes esse alguém aparece, outras vezes, não. E pra ela? Por quem ela espera? E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará. A moça - que não era Capitu, mas também tem olhos de ressaca - levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário... por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.


   Caio Fernando Abreu
Tumblr_ls1le5bkna1qbimiwo1_500_large


Às vezes é preciso diminuir a barulheira, parar de fazer perguntas, parar de imaginar respostas, aquietar um pouco a vida para simplesmente deixar o coração nos contar o que sabe. E ele conta. Com a calma e a clareza que tem.


    Ana Jácomo