(in)delicadeza de amar.: 01/05/11 - 01/06/11

Páginas

sábado, 28 de maio de 2011



Aprendi a amar menos, o que foi uma pena.

Caio Fernando Abreu.


sexta-feira, 27 de maio de 2011

Tumblr_lxb0rz1ngi1r986wjo1_500_large

Fico pensando se viver não será sinônimo de perguntar. A gente se debate, busca, segura o fato com duas mãos sedentas e pensa: “Achei! Achei!”, mas ele escorrega, se espatifa em mil pedaços, como um vaso de barro coberto apenas por uma leve camada de louça. A gente fica só, outra vez, e tem que começar do nada, correndo loucamente em busca dos outros vasos que vê. Cada um que surge parece o último. Mas todos são de barro, quebram-se antes que possamos reformular as perguntas. E começamos de novo, mais uma vez, dia após dia, ano após ano.
Caio Fernando Abreu

Tumblr_ltg0ztcuur1ql97mpo1_500_large

Foi a última paixão. Paixão é o que dá sentido à vida. E foi a última. Tenho certeza absoluta disso. Agora me tornarei uma pessoa daquelas que se cuidam para não se envolver. Já tenho um passado, tenho tanta história. Meu coração está ardido de meias-solas. Sei um pouco das coisas? Acho que sim. Tive tanta taquicardia hoje. Estou por aí, agora. Penso nele, sim, penso nele. Mas não vou ceder.
Caio Fernando Abreu



Poema da gare de Astapovo.




O velho Leon Tolstoi fugiu de casa aos oitenta anos
E foi morrer na gare de Astapovo!
Com certeza sentou-se a um velho banco,
Um desses velhos bancos lustrosos pelo uso
Que existem em todas as estaçõezinhas pobres do mundo,
Contra uma parede nua...
Sentou-se... e sorriu amargamente
Pensando que
Em toda a sua vida
Apenas restava de seu a Glória,
Esse irrisório chocalho cheio de guizos e fitinhas
Coloridas
Nas mãos esclerosadas de um caduco!
E então a Morte,
Ao vê-lo sozinho àquela hora
Na estação deserta,
Julgou que ele estivesse ali à sua espera,
Quando apenas sentara para descansar um pouco!
A Morte chegou na sua antiga locomotiva
(Ela sempre chega pontualmente na hora incerta...)
Mas talvez não pensou em nada disso, o grande Velho,
E quem sabe se até não morreu feliz: ele fugiu...
Ele fugiu de casa...
Ele fugiu de casa aos oitenta anos de idade...
Não são todos os que realizam os velhos sonhos da infância!



Mario Quintana.

Data e dedicatória.

    Teus poemas, não os dates nunca...  Um poema 
    Não pertence ao Tempo... Em seu país estranho, 
    Se existe hora, é sempre a hora extrema 
    Quando o anjo Azarel nos estende ao sedento 
    Lábio o cálice inextinguível... 
    Um poema é de sempre, Poeta: 
    O que tu fazes hoje é o mesmo poema 
    Que fizeste em menino, 
    É o mesmo que, 
    Depois que tu te fores, 
    Alguém lerá baixinho e comovidamente, 
    A vivê-lo de novo... 
    A esse alguém, 
    Que talvez ainda nem tenha nascido, 
    Dedica, pois, os teus poemas. 
    Não os dates, porém: 
    As almas não entendem disso...
                                                                            
    Mário Quintana






um dia.eu vou deixar essa cidade.

um dia.
eu vou deixar essa cidade.





O mundo eu não posso virar de ponta cabeça mas o meu mundo, eu posso. 

Lucas Silveira








Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente…
   E não a gente a ele.


Mário Quintana
prosa-poesia:

Mostrei minha obra prima às pessoas grandes e perguntei se o meu desenho lhes dava medo. Responderam-me “Por que um chapéu daria medo?” Meu desenho não representava um chapéu. Representava uma jibóia digerindo um elefante. Desenhei então o interior da jibóia, a fim de que as pessoas grandes pudessem entender melhor. Elas têm sempre necessidade de explicações detalhadas.


Mostrei minha obra prima às pessoas grandes e perguntei se o meu desenho lhes dava medo. Responderam-me “Por que um chapéu daria medo?” Meu desenho não representava um chapéu. Representava uma jibóia digerindo um elefante. Desenhei então o interior da jibóia, a fim de que as pessoas grandes pudessem entender melhor. Elas têm sempre necessidade de explicações detalhadas.


O pequeno Príncipe.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Apenas leia..

Tumblr_ltxrjq5lpp1qfmcsdo1_500_large

As coisas estão difíceis, não é filha? Eu te entendo. Parece que todos estão contra você, parece que você não é boa o suficiente, que você nunca vai ser boa o suficiente. Mas sabe, você não deve ser punir por isso, seu corpo é sagrado minha filha, seu corpo é o templo do Espírito Santo, você não deve se cortar… Sabe quando a dor emocional é tão grande que você tem que tirar isso dentro de você, e você faz isso por meio da dor física? Eu te entendo filha, mas se você não souber o que é tristeza, nunca poderá apreciar a felicidade. Toda lágrima tem uma lição, todo sofrimento tem um ensinamento… Filha, eu venho aqui te dizer que toda dor que você acha que deve sentir pra se punir ou pra dor emocional se calar, eu já senti. Eu já sofri por você! Eu suei sangue, por você filha! Para que você não sofresse pelos seus pecados eu fui pregado numa cruz como o pior dos bandidos por ti! Para que você não sentisse essa dor. Eu já senti… Filha, prometa pra mim. Nunca tente se cortar de novo. Quando você pensar que precisa se punir por não ser boa o suficiente, lembre-se que você é sim. Sou eu que estou te dizendo agora: Você é preciosa, e eu te amo. Eu fiz esse mundo inteiro pra você, você é capaz, você é mais do que suficiente. E quando todos os seus sentimentos estiverem confusos, quando a dor for muito grande, converse comigo. Eu estou aqui pra te ajudar, pra te auxiliar. Eu estou aqui ouvindo… Você não tem noção do quanto me machuca te ver sofrendo, ver seu sangue sendo derramado por nada, ouvir você dizendo que está sozinha… Eu estou aqui com você filha. Eu repito: Toda dor que você deveria sofrer, eu já sofri por você, numa cruz. Se cuida, pois estou tentando ao máximo te dar toda força do mundo. Eu te amo. 

Com amor, Jesus.

[...]
6720771373_a19cf990a1_z_large



Acorde, garota! Você é linda, inteligente, tem um ótimo perfume e seus olhos brilham mais que um punhado de purpurina.
Por que chora? Perdeu em alguma esquina seu encanto?! Ninguém pode tirar de você seu mais belo sorriso, motivo de idas e vindas saltitantes.
Coloque sua música favorita para tocar, respire fundo e faça o que de melhor sabe fazer: ser você.



Caio Fernando Abreu



O correr da vida embrulha tudo.

A vida é assim: esquenta e esfria,
aperta e daí afrouxa,
sossega e depois desinquieta.
O que ela quer da gente é coragem...

João Guimarães Rosa



298823_140431519386348_123949401034560_199518_1461889474_n_large

Eu? Eu não sou somente boa. Sou uma pessoa muito bonita. Generosa e linda – e quem aguentar, aguentou. Como prêmio, terá meu amor. Saberá da minha verdade. Dará boas gargalhadas. Mas terá que suportar uma boa dose daquilo que sinto. Pois, apesar de tudo ser diversão, nada é simples. Nada é pouco quando o mundo é meu!


Fernanda Young


Eu causo nas pessoas um tipo de enjôo com meu jeito, com minha carência,com minha ânsia por atenção. Tenho amor incondicional pelas pessoas que entram em minha vida e sinceramente, não sei o quanto isso é bom nos dias atuais. Talvez esse seja meu pior defeito. 
Cazuza




Já coloquei a música que me fazia mal e fechei os olhos (...) só pra chorar, na esperança de tudo aquilo passar.
Caio Fernando Abreu



quarta-feira, 25 de maio de 2011

Preciso de alguém...

215999_1332920620084_1743113496_596392_2143988_n_large


Que me olhe nos olhos quando falo. Que ouça as minhas tristezas e neuroses com paciência.
Preciso de alguém, que venha brigar ao meu lado sem precisar ser convocado; alguém Amigo o suficiente para dizer-me as verdades que não quero ouvir, mesmo sabendo que posso odia-lo por isso.
Neste mundo de céticos, preciso de alguém que creia, nesta coisa misteriosa, desacreditada, quase impossivel de encontrar: A Amizade.
Que teime em ser leal, simples e justo, que não vá embora se algum dia eu perder o meu ouro e não for mais a sensação da festa.
Preciso de um Amigo que receba com gratidão o meu auxílio, a minha mão estendida. Mesmo que isto seja pouco para as suas necessidades.
Preciso de um Amigo que também seja companheiro, nas farras e pescarias, nas guerras e alegrias, e que no meio da tempestade, grite em coro comigo: "Nós ainda vamos rir muito disso tudo."
Não pude escolher aqueles que me trouxeram ao mundo, mas posso escolher o meu Amigo.
E nessa busca empenho a minha própria alma, pois com uma Amizade Verdadeira, a vida se torna mais simples, mais rica e mais bela...



Charles Chaplin. 
Photography,child,floor,sit,feet,girl-8a9c4153be9e007e665efad0476d60ec_h_large

 Mas não dá pra ligar pro desgraçado e dizer: ei, tô sofrendo aqui, vamos parar com essa estupidez de não me amar e vir logo resolver meu problema?
 Mas amor, minha querida, não se pede, dá raiva, eu sei.


Tati Bernardi


O que está acontecendo?

O mundo está ao contrário e ninguém reparou.
O que está acontecendo?
Eu estava em paz quando você chegou. ♪

Cássia Eller

terça-feira, 24 de maio de 2011


  […] E ele, por onde anda? - Pelas ruas de um Porto (…) Amando mulheres, garotas, meninas… Amando todas, menos à mim.


Caio Fernando Abreu
(...) E ele, por onde anda? - Pelas ruas de um Porto (…) Amando mulheres, garotas, meninas… Amando todas, menos à mim.
Caio Fernando Abreu.


Este vazio de amor todos os dias: a cabeça pesada ao meio-dia, a boca amarga, um cheiro de sono e solidão nos cabelos.
Caio Fernando Abreu
E me dá uma saudade irracional de você. Assim, do nada.
Caio Fernando Abreu.


Isso nunca foi pra mim, nunca funcionou, é sempre eu que caio, de  amores, ilusões, dores e no final de tudo eu fico aqui, esperando esse  trem, pra me levar para a próxima estação, onde eu possa finalmente  criar uma nova ficção na minha cabeça, uma nova atração para os meus  olhos, uma nova paixão pro coração, e quem sabe, um final pra este  roteiro.
Caio Fernando Abreu


Invento historinhas para mim mesmo, o tempo todo, me conformo, me dou força. Mas a sensação de estar sozinho não me larga.
 Caio Fernando Abreu.
caiofabreucfa:

E lá vou eu, nas minhas tentativas, às vezes meio cegas, às vezes meio burras, tentar acertar os passos.

Caio Fernando Abreu
Temos de ver todas as cicatrizes como algo belo. Combinado? Este vai ser o nosso segredo. Porque, acredite em mim, uma cicatriz não se forma num morto. Uma cicatriz significa: “Eu sobrevivi”.
Caio Fernando Abreu.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Mas você não vem..

Uma pessoa, quando está longe, vive coisas que não te comunica, e tu, aqui, vive coisas que não a comunica. Então, vocês vão se distanciando e, quando vocês se encontrarem, vocês vão se falar assim: oi, tudo bom e tal, como é que vão as coisas? E aí ele vai te falar, por cima, de tudo que ele viveu, e, não sei, vai ser uma proximidade distante. Não adianta, no momento que as pessoas se afastam, elas estão irremediavelmente perdidas uma da outra.


Caio Fernando Abreu.

Para que se afastar? Porque você quis assim?
Eu quero ficar com você o resto da vida, mas eu preciso que você me precise de volta.


Tati Bernardi.
(...)
E em mais uma de suas loucas discussões com sigo mesma ela afirma:
- Não! O problema não são os textos e musicas românticas que eu gosto.
O problema é você ser o "ele" que se encaixa em todas elas. 
(...)



Jade Stephani




Ele pode estar olhando tuas fotos neste exato momento. Por que não? Passou-se muito tempo, detalhes se perderam. E daí? Pode ser que ele faça as mesmas coisas que você faz escondida, sem deixar rastro nem pistas. Talvez, ele passa a mão na barba mal feita e sinta saudade do quanto você gostava disso. Ou percorra trajetos que eram teus, na tentativa de não deixar que você se disperse das lembranças. As boas. Por escolha ou fatalidade, pouco importa, ele pode pensar em você. Todos os dias. E, ainda assim, preferir o silêncio.Ele pode reler teus bilhetes, procurar o teu cheiro em outros cheiros. Ele pode ouvir as tuas músicas, procurar a tua voz em outras vozes. Quem nos faz falta, acerta o coração como um vento súbito que entra pela janela aberta. Não há escape. Talvez, ele perceba que você faz falta e diferença, de alguma forma, numa noite fria. Você não sabe.Ele pode ser o cara com quem passará aquele tão sonhado verão em Paris. Talvez, ele volte. Ou não.



Caio Fernando Abreu.






Alguma coisa em mim — “amadurecimento” ou “encaretamento” ou até mesmo “desilusão” ou “emburrecimento” — simplesmente andou, entendeu? 

Caio Fernando Abreu.



A gente sempre procura um amor que dure o mais possível. Procura, procura, talvez tu aches. Pra mim é horrível eu aceitar o fato de que eu tô em disponibilidade afetiva. Esse espaço branco entre dois encontros pode esmagar completamente uma pessoa. Por isso eu acho que a gente se engana, às vezes. Aparece uma pessoa qualquer e então tu vai e inventa uma coisa que na realidade não é. E tu vai vivendo aquilo, porque não agüenta o fato de estar sozinho. Eu me sinto superfeliz quando encontro uma pessoa tão confusa quanto eu.

 

Caio Fernando Abreu.
(…) Andei amando loucamente, como há muito tempo não acontecia. De repente a coisa começou a desacontecer. Bebi, chorei, ouvi Maria Bethânia, fumei demais, tive insônia e excesso de sono, falta de apetite e apetite em excesso, vaguei pelas madrugadas, escrevi poemas (juro). Agora está passando: um band-aid no coração, um sorriso nos lábios – e tudo bem. Ou: que se há de fazer.


Caio Fernando Abreu.

Quase passa todos os dias, mas nunca passa.. o que devo fazer Caio?  Ah, Caio..
Por mais elegante, chique e bem comportada, que uma mulher seja, ela vai se descabelar toda por causa de um vagabundo. É, ela vai descer do salto quando tiver ciúmes, vai chorar litros de lágrimas quando brigar com ele, vai dizer palavrões, coisas bizarras, mandá-lo para onde o sol não bate. É assim mesmo. Sempre irá haver uma sofisticada dama que morrerá de amores por um belo vagabundo.


Caio Fernando Abreu. 

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Sinceramente? Sabe qual é a minha prioridade? ME fazer Feliz.







Cansado, cansado. Quase não dormi. E não consigo tirar você da cabeça.(...)


Caio Fernado Abreu.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Por mais que todas as terapias do mundo, todas as auto-ajudas do universo e todos os amigos experientes do planeta me digam que preciso definitivamente não precisar de você, minha alma grita aqui dentro que, por mais feliz que eu seja, a festa é sempre pela metade.
É você quem eu sempre busco com minha gargalhada alta, com a minha perdição humana em festejar porque é preciso festejar, com a minha solidão cansada de se enganar.
!
Amar é uma decisão,não um sentimento.Amar é dedicação.Amar é um verbo e o fruto dessa ação é o amor.O amor é um exercício de jardinagem.Arranque o que faz mal,prepare o terreno,semeie,seja paciente,regue e cuide.Esteja preparado porque haverá pragas,secas ou excesso de chuvas,mas nem por isso abandone seu jardim.Ame,ou seja,aceite,valorize,respeite,dê afeto,ternura,admire e compreenda.Simplemesnte:AME.A vida sem amor não tem sentido.

Livro - Ágape


Acontece com frequência..

forgettinglovers:

“Mas aí lembrei, no meio da minha gargalhada, como eu queria contar essa história para você. E fiquei triste de novo.”                                                  Tati Bernardi

Mas aí lembrei, no meio da minha gargalhada, como eu queria contar essa história para você. E fiquei triste de novo.

 Tati Bernardi

Cazuza - Tantas coisas. ♪♪

Queria te falar tantas coisas, queria te falar do meu amor que muito tempo não é correspondido, queria te falar das minhas noites de insônia, de minhas lagrimas,do meu sofrimento, da minha dor e da minha paixão.
(Queria te falar tantas coisas).
Mas tudo foi em vão, você não liga, não da a mínima mas eu queria te fazer feliz.
(Queria te falar tantas coisas).
Infelizmente você não me da oportunidade de mostrar todo o meu amor.
(Queria te falar tantas coisas).
Você não me deu a oportunidade ao menos le falar, hoje sofro mas queria te explicar toda a razão do meu amor.
(Queria te falar tantas coisas).
Quem sabe esse querer não se transforma em ter um dia.
(Queria te falar tantas coisas).
Pois eu realmente quero ter você ao meu lado.
Quem sabe um dia.



(Se alguém achar esse música, pelo amor de Deus me passa)


Minha vida está em compasso de espera.


Caio F. Abreu.




Quando você sente saudade demais de uma pessoa, então começa a vê-la nas outras, em todos os lugares, de costas, por um jeito de andar, de sorrir ou virar a cabeça de lado. 


Caio F. Abreu
E eu decidi não me punir e me culpar por correr atrás de você. Pois nessa vida, sempre me disseram, pra correr atrás daquilo que se quer. Porque com você haveria de ser diferente?

Tati Bernardi.
Amor? Não sei. É meio paranóico. Parece uma coisa para enlouquecer a gente devagar. 

Caio F. Abreu

segunda-feira, 16 de maio de 2011




Mas quem disse que amor aceita conselho? 



Não significa que você é falso, quando você é legal com alguém que você não gosta. Significa que você é maduro o suficiente pra ser educado.
Não significa que você é falso, quando você é legal com alguém que você não gosta. Significa que você é maduro o suficiente pra ser educado.



Uma confusão, uma guerra, um jogo...
Quando o inacabado do passado volta, O QUE FAZER?
COMO PROCEDER?
Há tanto o que dizer, mas, será que ainda vai ser ouvido do mesmo jeito?
SERÁ QUE AINDA TEM O MESMO VALOR TAMBÉM PRA VOCÊ MESMO?
Você quer de verdade, ou só porque da primeira vez não conseguiu? Como aquela coisa entalada na garganta que faz Você pensar: "eu devia ter dito isso aquele dia"...e agora, você vê tudo isso como uma chance de dizer, uma segunda chance, mas agora as circunstâncias são completamente diferentes.
Você não sabe mais se do outro lado tudo está igual, ou se está diferente mas com a mesma intenção...Confuso, muito confuso!
Uma completa guerra mental entre você e suas duvidas, você e suas inseguranças, você e suas certezas....
Está te dando pistas? Está te dando chances? Ou será que é tudo interpretação errada de sua mente, que não sabe mais "o que é" e "o que não é"?
E se tudo não passar de gentileza? As coisas podem não estar exatamente como você imagina. Você pode continuar sendo vistos com os mesmos olhos, mas de outra forma, mas COMO DESCOBRIR?
Arriscar é a palavra, mas há outras palavras atrapalhando: O medo, a insegurança...Palavras que sempre te perseguiram!
Dar a cara a tapa? Você realmente quer levar esse tapa? As coisas ficam totalmente nebulosas quando você mesmo não sabe se quer ou não.
Você diz que seria perfeito, que não tem erro, mas mesmo assim tem medo de arriscar....QUE MEDO É ESSE? MEDO DE QUE?
Medo de NUNCA TER SIDO COMO VOCÊ PENSOU? E se esse medo também for uma confusão de sua mente?
As possibilidades parecem tão escuras e infinitas!
A unica certeza é que: SEM RISCO, SEM POSSIBILIDADES...SEM RISCO, SEM POSSÍVEL VITÓRIA...SEM RISCO, SEM GLÓRIA!

Elber M. Rock 


Desejo que você
Não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la.
Não há céu sem tempestades, nem caminhos sem acidentes.
Só é digno do pódio quem usa as derrotas para alcançá-lo.
Só é digno da sabedoria quem usa as lágrimas para irrigá-la.
Os frágeis usam a força; os fortes, a inteligência.
Seja um sonhador, mas una seus sonhos com disciplina,
Pois sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas.
Seja um debatedor de idéias. Lute pelo que você ama.

Augusto Cury. 

Quanto vale um sim.




Você consegue um bom emprego na hora que bem entender?
Você descola um amor do dia para a noite?
Se entrar num banco, sai de lá com um empréstimo sem burocracia?
Se você respondeu sim para todas estas perguntas, parabéns. E fique atento para o horário de partida do seu disco voador, pois a qualquer momento você terá que voltar para o seu planeta.
Entre nós, terrestres, o sim é uma resposta rara. Na maioria das vezes, não há vagas, não querem editar nossos poemas, não temos fiador, a garota não quer ouvir uns discos na sua casa, o garoto não quer usar camisinha e o guarda de trânsito não foi com sua cara e vai multá-lo, sim senhor. Não está fácil pra ninguém.
Ao contrário do que possa parecer, esta não é uma visão pessimista da vida. As coisas são assim, dão certo e dão errado.
Pessimismo é acreditar que ouvir um não seja uma barreira para realizar nossos planos.
Tem gente que fica paralisado diante de um não. Nunca mais vai à luta.
Já o otimista resmunga um pouco e em seguida respira fundo e segue em frente.
Quando eu tinha 17 anos, mandei uns versos para um concurso de poesia. Não ganhei nem menção honrosa. Daí entreguei meus versos para o Mário Quintana avaliar. Ele não respondeu.
Neste meio tempo eu estava apaixonada por um cara que ignorava a minha existência. Quando eu não estava pensando nele, fazia planos de morar sozinha, mas o meu estágio não era remunerado. Aí quis viajar para a Europa, mas não consegui entrar num programa de intercâmbio.
Surpreendentemente, não passou pela cabeça a idéia de me atirar embaixo de um caminhão.
Hoje tenho nove livros publicados (cinco deles de poesia), sou casada com o homem que amo, tenho a profissão dos sonhos e viajo uma vez por ano, e tudo isso sem ganhar na megasena, sem cirurgia plástica, sem pistolão ou pacto com o demônio.
O segredo: cada não que eu recebi na vida entrou por um ouvido e saiu pelo outro. Não os colecionei. Não foram sobrevalorizados.
Esperei, sem pressa, a hora do sim. O não é tão freqüente que chega a ser banal. O não é inútil, serve só para fragilizar nossa auto-estima. Já o sim é transformador.
O sim muda a sua vida. Sim, aceito casar com você. Sim, você foi selecionado. Sim, vamos patrocinar sua peça.
Quando não há o que detenha você, as coisas começam a acontecer, sim.



Martha Medeiros.

Corredores...

Eu andei
Sorri, chorei, tanto
Não me arrependi
Ganhei e perdi
Fiz como pude
Lutei contra o amor
E quanto mais vencia, me achava um perdedor
Mais tarde me enganei
Vi com outros olhos
Quando às vezes não amei a mim
Não por falta de amor
Mas amor demais me levando pra alguém
Quem?
Visitou os corredores da minha alma
Soube dos enganos
Secretos planos
E até uns traumas
Sempre fui muito só
Eu andei
Sorri, chorei tanto
Fui quase feliz
Fiz tudo que quis
Fiz como puder
Desprezei meu ego
Dando esmolas a ele com se fosse um cego
Mais tarde me enfeitei
Até pintei os olhos
Quando às vezes não amei a mim
Não por falta de amor
Mas amor demais me escapando pra alguém
Quem?
Visitou os corredores da minha alma
Soube dos meus erros
E dos nós que fiz
Bem na linha da vida
Sempre fui muito só

Ana Carolina.

Consolo na praia.

Vamos, não chores...
A infância está perdida.
A mocidade está perdida.
Mas a vida não se perdeu.
O primeiro amor passou.
O segundo amor passou.
O terceiro amor passou.
Mas o coração continua.
Perdeste o melhor amigo.
Não tentaste qualquer viagem.
Não possuis casa, navio, terra.
Mas tens um cão.
Algumas palavras duras,
em voz mansa, te golpearam.
Nunca, nunca cicatrizam.
Mas, e o humor?
A injustiça não se resolve.
À sombra do mundo errado
murmuraste um protesto tímido.
Mas virão outros.

Tudo somado, devias
precipitar-te, de vez, nas águas.
Estás nu na areia, no vento...
Dorme, meu filho.

Carlos Drummond de Andrade.

Superando frustrações.



Sou impulsiva, sou sentimento, sou palavras... Às vezes falo mais do que deveria, e mais do que gostaria, então me apego sempre na permissão da minha emoção, porque ela torna tudo possível... E depois o que fazer com o arrependimento? Coloco no bolso, levo e coleciono?
Sincera mente não sei... só sei que não consigo viver com a dúvida de que "poderia ter sido"... isso me consome; quer saber? Aprendi a remendar meu coração, assim como faço com as muitas roupas que já passaram e passam todos os dias, por minhas mãos... então porque não fazer com o coração também? Aprendi simplesmente a me levantar - E me permito errar - me permito assim viver, mas aprendo com meus erros - e como aprendo, e não costumo regredir não - não mais - aprendo pra valer. E se não me faz bem, não dou espaço. Sei até onde eu posso ir porque sei exatamente o tempo que levei pra me levantar da queda!
Não sinto pelos outros, não vivo pelos outros, muito menos decido pelos outros... As escolhas das minhas atitudes são sempre muito pesadas, e sempre arco com a consequência... mal consigo dizer o que eu penso e o que eu quero. Mas, tenho certeza do que não quero. Há isso tenho.
Já tive experiências o suficiente para aprender a dizer não... Aprendi a não querer e a não viver quando não me é satisfatório, e por maior que seja a tentação digo que "Não"!  
Aprendi que, as vezes, ser egoísta pode até ser bom. Respeitar mais a mim mesma e me poupar de certas dores... "isso é saber viver"... tudo bem que, saber, saber mesmo de verdade, ninguém sabe. Suponho eu que ainda ninguém conseguiu a façanha de ter uma vida plena, sem erros e sem frustrações... e no fim o coração ta um remendo só. Mas se não for assim, ninguém vive... ai será apenas uma janela onde se abre um pouco da cortina e fica vendo tudo passar diante dos olhos, e fica lá acuado no canto dela só olhando, sem nada fazer.
É tudo muito complicado, mas sabe, eu fiz de tudo, ou quase tudo, não deixei nada passar... mas nada adiantou, lutei - e ainda luto pra viver - fui insistente e persistente, mas nada adiantou... Então, diante disso o que fazer? Sentar na janela e ver a vida passa? Não! É simplesmente, deixar acontecer.  Aprendendo um pouco mais, todos os dias... e um dia de cada vez.

Andreya Rosa.

sábado, 14 de maio de 2011



Tudo o que vai volta; lembre-se bem de como você o conheceu, porque é assim que vai perdê-lo.  


Um Bestseller pra Chamar de Meu

Me fez  refletir.
Eu pegaria uma granada por você, Colocaria minha mão numa lâmina por você. Pularia na frente de um trem por você. 

Grenade - Bruno Mars ♫ 


Ser feliz é uma urgência!




Publicar um texto é um jeito educado de dizer "me empresta seu peito, porque a dor não tá cabendo só no meu. 
Tati Bernardi
…se não era amor, era da mesma família. Pois sobrou o que sobra dos corações abandonados. A carência. A saudade. A mágoa. Um quase desespero, uma espécie de avião em queda que a gente sabe que vai se estabilizar, só não se sabe se vai ser antes ou depois de se chocar contra o solo. Eu bati a 200 km por hora e estou voltando á pé pra casa, avariada.
Eu sei,não precisa me dizer outra vez. Era uma diversão, uma paixonite, um jogo entre adultos. Telvez este seja o ponto. Talvez eu não seja adulta o suficiente para brincar tão longe do meu patio, do meu quarto, das minhas bonecas. Onde é que eu estava com a cabeça, de acreditar em contos de fada, de achar que a gente muda o que sente, e que bastaria apertar um botão que as luzes apagariam e eu voltaria a minha vida satisfatória, sem sequelas, sem registro de ocorrência? Eu não amei aquele cara. Eu tenho certeza que não. Eu amei a mim mesma naquela verdade inventada.
Não era amor, era uma sorte. Não era amor, era uma travessura. Não era amor, eram dois travesseiros. Não era amor, eram dois celulares desligados. Não era amor, era de tarde. Não era amor, era inverno. Não era amor, era sem medo. Não era amor, era melhor!