(in)delicadeza de amar.

Páginas

terça-feira, 8 de março de 2011

"São os homens que mais me surpreendem na humanidade. Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro. E vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se nunca tivessem vivido” - Dalai Lama.