(in)delicadeza de amar.

Páginas

quarta-feira, 30 de março de 2011

Um pequenino diz à sua mãe: “Mãe eu pintei o seu lençol com batom”. A mãe fica fica furiosa, bate no filho e o deixa inconsciente. Em seguida pede a ele: “abre os olhos, por favor”, mas já era tarde demais, o seu pequeno coração havia parado de bater. A mãe volta para o quarto e vê o que está escrito no lençol: “MÃE… EU TE AMO”. 

Por todas as crianças que são maltratadas.