(in)delicadeza de amar.

Páginas

domingo, 8 de maio de 2011

Não é saudade, porque para mim a vida é dinâmica e nunca lamento o que se perdeu - mas é sem dúvida uma sensação muito clara de que a vida escorre talvez rápida demais e, a cada momento, tudo se perde.


Caio F Abreu.