(in)delicadeza de amar.

Páginas

segunda-feira, 9 de maio de 2011



Parei de viver em função da opinião alheia. Agora vivo o que quero!
Faço o que quero, quando quero.
...é isso!