(in)delicadeza de amar.

Páginas

segunda-feira, 16 de maio de 2011




Uma confusão, uma guerra, um jogo...
Quando o inacabado do passado volta, O QUE FAZER?
COMO PROCEDER?
Há tanto o que dizer, mas, será que ainda vai ser ouvido do mesmo jeito?
SERÁ QUE AINDA TEM O MESMO VALOR TAMBÉM PRA VOCÊ MESMO?
Você quer de verdade, ou só porque da primeira vez não conseguiu? Como aquela coisa entalada na garganta que faz Você pensar: "eu devia ter dito isso aquele dia"...e agora, você vê tudo isso como uma chance de dizer, uma segunda chance, mas agora as circunstâncias são completamente diferentes.
Você não sabe mais se do outro lado tudo está igual, ou se está diferente mas com a mesma intenção...Confuso, muito confuso!
Uma completa guerra mental entre você e suas duvidas, você e suas inseguranças, você e suas certezas....
Está te dando pistas? Está te dando chances? Ou será que é tudo interpretação errada de sua mente, que não sabe mais "o que é" e "o que não é"?
E se tudo não passar de gentileza? As coisas podem não estar exatamente como você imagina. Você pode continuar sendo vistos com os mesmos olhos, mas de outra forma, mas COMO DESCOBRIR?
Arriscar é a palavra, mas há outras palavras atrapalhando: O medo, a insegurança...Palavras que sempre te perseguiram!
Dar a cara a tapa? Você realmente quer levar esse tapa? As coisas ficam totalmente nebulosas quando você mesmo não sabe se quer ou não.
Você diz que seria perfeito, que não tem erro, mas mesmo assim tem medo de arriscar....QUE MEDO É ESSE? MEDO DE QUE?
Medo de NUNCA TER SIDO COMO VOCÊ PENSOU? E se esse medo também for uma confusão de sua mente?
As possibilidades parecem tão escuras e infinitas!
A unica certeza é que: SEM RISCO, SEM POSSIBILIDADES...SEM RISCO, SEM POSSÍVEL VITÓRIA...SEM RISCO, SEM GLÓRIA!

Elber M. Rock