(in)delicadeza de amar.

Páginas

domingo, 19 de junho de 2011

Eu sempre corri atras das pessoas, querendo que me aceitassem, que me  acolhecem. Não me importava em ser tratada como opção mesmo tratando com prioridade. Me humilhava e vivia sendo humilhada, isso não me importava, o importante era estar entre aquelas pessoas. Hoje a única pessoa que trato com prioridade sou eu, há quem me chame de egocêntrica, egoísta, mas não é nada disso, é só amor próprio, que tenho de sobra. Não me abaixo, não me humilho, me valorizo a cima de tudo.

Tatiane Alves

Eu sempre corri atras das pessoas querendo que me aceitassem, que me  acolhecem. Não me importava em ser tratada como opção mesmo tratando com prioridade. Me humilhava e vivia sendo humilhada, isso não me importava, o importante era estar entre aquelas pessoas. Hoje a única pessoa que trato com prioridade sou eu, há quem me chame de egocêntrica, egoísta, mas não é nada disso, é só amor próprio, que tenho de sobra. Não me abaixo, não me humilho, me valorizo a cima de tudo.



Tatiane Alves