(in)delicadeza de amar.

Páginas

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Obrigado por me amar. Por ser meus olhos quando eu não podia ver, por abrir meus lábios quando eu não podia respirar. (Bon Jovi)

Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém. E poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, e que faço falta quando não estou por perto.
Mário Quintana