(in)delicadeza de amar.

Páginas

sexta-feira, 30 de setembro de 2011


Pare de correr atrás, pare de se importar. Seja indisponível, desapegue. Pessoas gostam, do que não têm.
Caio Fernando de Abreu


Aonde está você pelo amor de Deus! Aonde está você? Não vê que estou cansada de pertencer a todos e não ser de ninguém? Não vê que minha devolução me enfraquece cada vez mais em me entregar? Não vê que na loucura de te encontrar não meço as entregas? E elas nunca são entregas porque eles nunca são você.


 Tati Bernardi