(in)delicadeza de amar.

Páginas

segunda-feira, 26 de setembro de 2011



Eu quero, certo?  Eu preciso continuar apostando nas ameixas. Não sei se devo, também não sei se posso, se é permitido. Sei lá, acho que também não sei o que é dever ou poder, mas agora estou sabendo de um jeito muito claro o que é precisar, certo?  E quando a gente precisa, não importa que seja proibido.


Caio Fernando Abreu