(in)delicadeza de amar.

Páginas

sexta-feira, 30 de setembro de 2011



Porque, na verdade, o que eu levo aqui dentro é maior que tudo. É maior porque é do bem e vem fresquinho. Eu vivo mesmo é de claridades e não vai ser qualquer gentinha à toa que vai enfraquecer minha fé na vida e minha vontade de sorrir pro mundo. 


Caio Fernando Abreu