(in)delicadeza de amar.

Páginas

domingo, 25 de setembro de 2011




-Você era mais forte
-Eu era mais tanta coisa...
-Deixou de ser?
-Cansei de ser! 


Caio Fernando Abreu