(in)delicadeza de amar.

Páginas

domingo, 25 de setembro de 2011


Você era meu, droga, exclusivamente meu até dias atrás, meu como esse sofrimento.

Martha Medeiros