(in)delicadeza de amar.

Páginas

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Landscape_10_large


Mas tenho medo do que é novo e tenho medo de viver o que não entendo - quero sempre ter a garantia de pelo menos estar pensando que entendo, não sei me entregar à desorientação.


Clarice Lispector