(in)delicadeza de amar.

Páginas

domingo, 23 de outubro de 2011

Tumblr_lt9rn0phjs1qk9wb4o1_500_large


No começo fiquei com raiva, achei que ele não pensou em mais ninguém quando desapareceu. Só nele mesmo. Mas a gente nunca pode julgar o que acontece dentro dos outros. Ele queria outra coisa. 


Caio Fernando Abreu