(in)delicadeza de amar.

Páginas

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

4302931373_503ed1af36_z_large


E lembrar dele como um mero conquistador barato, lembrar que ele te tocou como tocou outra qualquer, te olhou como olhava pra outras, que ele de iludiu como um caçador que prepara a caça pra hora do ataque, como já fez com várias, elogiou, sorriu, olhou nos olhos, mentiu... é só o que ele e a raça dele sabem fazer e fazem bem, são treinados, ou é mesmo instinto? 
É preciso que passe ao menos um cafajeste na vida de uma garota, para torna-la mulher. 


Jade Stephanny