(in)delicadeza de amar.

Páginas

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

6057069612_5223b64bcd_z_large


Não me sonhe, por favor. Pessoas que acham que podem me amar me ofendem. É sempre muito pouco o que elas podem, e é sempre muito diferente do que deveria ser amor o que elas oferecem.  


 Tati Bernardi