(in)delicadeza de amar.

Páginas

sábado, 16 de junho de 2012







Coragem, às vezes, é desapego. É parar de se esticar, em vão, para trazer a linha de volta. 
(…) É aceitar doer inteiro até florir de novo.
 Caio Fernando Abreu