(in)delicadeza de amar.

Páginas

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Large


Eu te amo e só. É só isso que você precisa saber. Uma única expressão, mas resume uma tonelada de sentimentos e turbulências dentro de mim. Como as noites que me deito mais cedo, mas durmo tarde porque fico horas pensando em você, como ás vezes que juro pra mim mesmo que não dependo de você e minutos depois já estou te procurando em coisas mínimas pra saciar esse desejo dominante de você. Talvez eu saiba que não vou te encontrar, mas te procuro, porque te procurar ameniza a angústia da sua ausência. E te encontro nunca no amargo, mas sempre no doce, no belo. E te desejo, e te quero, e te acrescento cada vez mais na minha vida. Porque o teu sorriso é a minha perdição e minha calmaria, é quando me esqueço pra lembrar de você. E eu não sei por que você insiste em me dominar assim, eu que um dia cheguei a dominar tanta gente ou sonhei em dominar, hoje fico presa diante de um único olhar. Sem por que, sem pra quê, só por você.