(in)delicadeza de amar.

Páginas

quarta-feira, 16 de março de 2011

Quando é para ser, não há nada que possa mudar. E quando não é pra ser também!