(in)delicadeza de amar.

Páginas

quinta-feira, 21 de abril de 2011


Viver e não ter a vergonha de ser feliz.
Cantar e cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz.
Eu sei que a vida devia ser bem melhor, e será!
Mas isso não impede que eu repita,
É bonita, é bonita e é bonita!