(in)delicadeza de amar.

Páginas

terça-feira, 9 de agosto de 2011



Porque nessa vida maluca só se dá bem quem ignora completamente a brevidade da vida e brinca de não estar nem aí para o amor.


Tati Bernardi