(in)delicadeza de amar.

Páginas

domingo, 16 de outubro de 2011

313fa569e43115447e5932893e66858f85cfae8f_m_large


Veja bem. Não tô dizendo que superei, as feridas estão comigo, servindo de baliza pra reconhecer esse lado quente e fresco das coisas. Mas eu preciso ir, não posso falar contigo agora. Tenho pressa de apertar o play. Dá licença? Então sai debaixo da minha sacada. E da próxima vez que sair na chuva, vê se antes aprende a se molhar.  

 Gabito Nunes